Do que é feito nosso pirão

=

Este blog é um espaço aberto a construção coletiva das mulheres periféricas, negras e lésbicas que se uniram para falar das suas demandas específicas, sua realidade local e o combate ao machismo, racismo e lesbofobia.

O nome Pirão das mulheres surgiu desse texto:, que resume o espírito daquilo que acreditamos ser essencial na nossa militância:

“Farinha pouca? Meu pirão primeiro

Essa frase resume o que eu penso sobre me associar a outras lutas que favoreçam homens que estão submetidos a opressões que dialogam com as opressões que eu sofro. Eu tenho 27 anos, sofro por ter nascido mulher, pobre, nordestina e preta desde que saí da maternidade, desde que não correspondi às expectativas da minha família que aguardavam um garoto. Sofro por ser lesbiana.
Farinha pouca, meu pirão primeiro é a micropolítica de todos os homens que são oprimidos pelas estruturas que compõe a nossa cultura, sistemas econômicos e políticos. É o que eu vi acontecer a minha vida toda e quando me inteirei da realidade política ao meu redor é o que os vi fazendo em coletivos, partidos, associações, legislativo, judiciário, mercado de trabalho e dentro das suas casas. 
Farinha pouca, meu pirão primeiro é um dito popular que resume a atitude dos homens engajados politicamente na periferia e fora dela na luta contra diversas opressões, quando dentro de casa se utilizam do trabalho escravo de suas esposas, filhas, mulheres, etc
Farinha pouca, meu pirão primeiro é quando esses homens que lutam por justiça usam os corpos de várias mulheres, que estão ao seu lado para militar em espaços mistos, criando situações desconfortáveis para as mesmas sem levar em consideração se aquela mulher é vítima de estupro, tem algum trauma e as força goela abaixo uma ideologia de liberdade muito da enviesada. Tudo em nome da sagrada e fantasiosa liberdade sexual dos párias.
Farinha pouca, meu pirão primeiro é quando nesse ambiente de pretensa liberdade sexual esses homens transam sem camisinha evocando a natureza para justificar sua irresponsabilidade para com a companheira ao seu lado.
Farinha pouca, meu pirão primeiro é o que o movimento LGBT faz com as lésbicas, que a teoria queer só veio reforçar, as escondendo debaixo do tapete e construindo um movimento voltado apenas para uma perspectiva homoafetiva masculina.
Farinha pouca, meu pirão primeiro é quando até as mulheres ricas e as com boas colocações no mercado de trabalho não estão livres de serem vistas como apenas objetos sexuais, estupradas e ter o seu sucesso profissional relacionado ao seu “poder maligno de sedução”.
Farinha pouca, meu pirão primeiro é quando o Movimento Negro coíbe as mulheres negras a lutar ao lado de outras mulheres, Interrompendo um diálogo de quem também é um povo, uma classe e tem muito o que compartilhar entre si: todas as mulheres.
Farinha pouca, meu pirão primeiro é a ideologia masculina como um todo, em todos os espaços. Mulheres até quando vocês vão depender dos homens para comer o seu próprio pirão? Se tem uma coisa que aprendi é que há pouca justiça no mundo. Nesse caso a farinha sendo pouca, garanta seu pirão primeiro. Os homens que estão alocados em outras minorias não lutarão por você e nem dividirão os frutos dessa luta com você, nem comigo. Vem comer do pirão das mulheres, mas pra isso nos ajude a garantir nosso quinhão de farinha. “

Isabel Rosa Wittig

Anúncios

2 ideias sobre “Do que é feito nosso pirão

    1. maria de lourdes

      perda de tempo,filha…aquilo lá é um antro de neo-liberalismo com homens psedo-liberais ditrando regras,já li coisas do arco da velha por lá e a meninada achando lindo…mas vale sempre a tentativa,né…?

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s